Um aumento do pênis é adequado para homens que :

Quando o aumento do pênis (também o espessamento peniano), a circunferência do pênis é aumentada por uma injeção com gordura autóloga. Este método também pode ser combinado com uma extensão do pênis. Muitos homens querem aumentar seu pênis para encontrar mais satisfação na vida sexual. A comparação com homens de capacidade acima da média pode levar à insegurança e insegurança. Especialmente a indústria cinematográfica erótica transmite que o pênis tem que cumprir um certo padrão. Muitos homens, portanto, desejam um pênis maior que fortaleça sua masculinidade e realize sua vida sexual. Uma intervenção operativa permite cumprir este desejo.

Tenho sido confrontado com alongamento do pênis ou aumento do pênis, se você preferir e ter ouvido o caso após uma situação horrível envolvendo a cirurgia da ampliação do pênis ou vulgarmente conhecida como cirurgia de aumento do pênis.

Ter um pênis pequeno pode se tornar uma desvantagem real. A realização sexual está diretamente relacionada ao bem-estar. Felizmente, os métodos para consertar as coisas não faltam e nem sempre exigem o uso de uma substância usada. Em relação as técnicas de alargamento natural do pênis, elas consistem em consumir algum alimento ou realizar exercícios físicos. A vantagem dos métodos naturais para aumentar seu pênis, está na ausência de efeitos colaterais. O uso da técnica natural não apresenta nenhum perigo para a saúde do homem. No entanto, a eficiência nem sempre estar presente ou esperar por muito tempo para obter alguns centímetros de tamanho ou diâmetro.

Sendo homens, tendemos a cuidar do nosso pênis o suficiente. Temos certeza de que está limpo, se virmos um novo ponto. Estamos imediatamente preocupados, imaginando se tudo está bem, geralmente prestamos muita atenção a isso.

Eu suspeito que eu tenho que lidar com este tópico apenas muito brevemente. A maioria dos homens já deve estar ciente dos benefícios de um pênis maior e mais grosso.

Um pênis maior aumenta enormemente sua autoconfiança. Você vai se sentir muito melhor em sua pele em toda a vida. E você vai irradiar isso para outras pessoas.

Todo homem quer um pênis grande e grosso, mesmo que o comprimento do pênis esteja acima da média brasileira. Um pênis maior lhe dá mais confiança, tanto na vida quanto na cama.

Embora a maioria das mulheres afirme que o tamanho não importa, a maioria deseja secretamente um pênis grande e grosso. Um pênis grande e gordo estimula mais terminações nervosas e na vagina da mulher.

Como o ED é diagnosticado?

Os procedimentos diagnósticos para DE podem incluir o seguinte:

História médica ou sexual do paciente. Isso pode revelar condições ou doenças que levam à impotência e ajudam a distinguir entre problemas com ereção, ejaculação, orgasmo ou desejo sexual.

Exame físico. Para procurar evidências de problemas sistêmicos, como os seguintes:

Um problema no sistema nervoso pode estar envolvido se o pênis não responder como esperado a certos toques.

Características sexuais secundárias, como o padrão de cabelo, podem apontar para problemas hormonais, que envolvem o sistema endócrino.

Problemas circulatórios podem ser indicados por um aneurisma.

Características incomuns do próprio pênis podem sugerir a base da impotência.

Testes laboratoriais. Estes podem incluir contagens sanguíneas, urinálise, perfil lipídico e medições da creatinina e enzimas hepáticas. A medição da testosterona no sangue é frequentemente realizada em homens com disfunção erétil, especialmente com história de diminuição da libido ou diabetes.

Exame psicossocial. Isso é feito para ajudar a revelar fatores psicológicos que podem estar afetando o desempenho. O parceiro sexual também pode ser entrevistado para determinar as expectativas e percepções encontradas durante a relação sexual.

Causas físicas da disfunção erétil

Em muitos casos, a disfunção erétil é causada por algo físico. Causas comuns incluem:

Doença cardíaca

Vasos sanguíneos entupidos (aterosclerose)

Colesterol alto

Pressão alta

Diabetes

Obesidade

Síndrome metabólica – uma condição que envolve aumento da pressão arterial, altos níveis de insulina, gordura corporal ao redor da cintura e colesterol alto

Mal de Parkinson

Esclerose múltipla

Certos medicamentos prescritos

Uso do tabaco

Doença de Peyronie – desenvolvimento de tecido cicatricial no interior do pênis

Alcoolismo e outras formas de abuso de substâncias

Distúrbios do sono

Tratamentos para câncer de próstata ou próstata aumentada

Cirurgias ou lesões que afetam a área pélvica ou medula espinhal

Causas psicológicas da disfunção erétil

O cérebro desempenha um papel fundamental no desencadeamento da série de eventos físicos que causam uma ereção, começando com sentimentos de excitação sexual. Várias coisas podem interferir nos sentimentos sexuais e causar ou piorar a disfunção erétil. Esses incluem:

Depressão, ansiedade ou outras condições de saúde mental

Estresse

Problemas de relacionamento devido a estresse, má comunicação ou outras preocupações

Fatores de risco

Conforme você envelhece, as ereções podem levar mais tempo para se desenvolver e podem não ser tão firmes. Você pode precisar de mais contato direto com seu pênis para obter e manter uma ereção.

Ereção ausente ou moderada

Quanto mais você pensa na ereção ausente ou moderada, mais difícil é ter uma ereção. Mente, sentimentos, hormônios, nervos e vasos sanguíneos desempenham um papel no desenvolvimento de uma ereção. Com a excitação sexual, o cérebro envia estímulos para os vasos sanguíneos do pênis através dos canais nervosos, para que mais sangue flua. Isso faz com que o pênis fique rígido.

Na disfunção erétil , a capacidade do pênis de ficar rígido e / ou rígido durante e durante a estimulação sexual é reduzida. Mais de 14% dos homens com mais de 18 anos dizem que às vezes sofrem de disfunção erétil. Mais de 40 anos, aproximadamente 50-60% dos homens sofrem regularmente de disfunção erétil. Juntamente com o seu parceiro, descubra quais as causas que desempenham um papel. Freqüentemente, causas físicas e psicológicas se misturam.

A impotência, embora não deva ser tomada de ânimo leve, não é apenas uma condição com risco de vida, mas os homens não precisam realmente de sexo em suas vidas (independentemente do que possam dizer à esposa). Mas a impotência, também conhecida como disfunção erétil, pode na verdade causar alguns problemas de saúde fatais.

Ereções confiáveis ​​não são necessariamente um sinal seguro de saúde excelente, mas um pênis que não chegou ao acaso é um aviso de que algo pode ser ruim.

No tratamento de homens com distúrbios de segregação, os médicos se preocupam mais com doenças cardíacas. “Todas as formas de doença cardiovascular são mais prováveis ​​de ocorrer em homens com disfunção erétil”, diz ira sharlip, MD, urologista em São Francisco e ex-presidente de enfermeiras norte-americanas de saúde sexual.

As ereções dependem do fluxo sanguíneo saudável para o pênis. Na ereção, os vasos do pênis entram no sangue para serem absorvidos na ereção. Muitas doenças que afetam os vasos sanguíneos podem interferir no fluxo de sangue para o pênis. Aterosclerose (endurecimento das artérias) e pressão alta (hipertensão) podem causar fluxo sanguíneo anormal para o pênis e podem afetar a capacidade de uma pessoa ter uma ereção.

Colapso da função erétil

Distúrbios orgânicos e choques emocionais levam ao colapso da função erétil. A forma da doença, provocada por tensões e sentimentos fortes, é chamada de impotência psicogênica.

Este tipo de disfunção erétil é passível de terapia, desde que as sessões com um terapeuta sexual sejam incluídas no tratamento.

Razões
Na medicina, destacam-se vários fatores que levam à disfunção sexual de origem psicológica:

Estresse, fobias, medos associados ao lado sexual da vida;
As razões associadas ao parceiro – falta de tato e piadas que causam ofensa, a frieza de uma mulher, o hábito de agir intimamente apenas com um amigo ou esposa regular;
Trauma psicológico associado a contatos íntimos anteriores;
Excitação excessiva no momento das preliminares, falta de estímulos eróticos adicionais;
Uma quantidade excessiva de contato sexual quando o corpo não tem tempo para se recuperar.

O primeiro estágio da terapia é um apelo a um terapeuta sexual, que prescreverá um curso de psicoterapia ou sessões de hipnose. No processo de tratamento, o paciente deve reconhecer e reconhecer o diagnóstico de “impotência psicológica”. Os próximos passos são identificar a causa subjacente da doença e formar uma estratégia para eliminar a causa e normalizar a função sexual. Recomenda-se fazer esse curso em dupla com a esposa ou com um amigo constante.

No processo de terapia e depois que o homem percebe seu diagnóstico, bioaditivos e medicamentos estão conectados. Produtos farmacêuticos incluem:

Inibidores da PDE5 – Viagra e comprimidos com efeito semelhante. Proporcione uma ereção firme na situação necessária;
Soluções de injeção – Papaverine, Kaverdzhekt. Nomeado com um nível extremamente alto de ansiedade, quando a psicoterapia e as pílulas não dão resultados;
Medicamentos calmantes – com estresse severo, medicamentos que têm efeito tônico são prescritos, neuroses são suprimidas por tranquilizantes, antidepressivos são recomendados para o desenvolvimento de depressão.
Suplementos – alternativa à drogas farmacêuticas. É necessário escolher complexos orgânicos nos quais há componentes com efeito sedativo ou tônico, bem como substâncias ativas que aumentam o fluxo sanguíneo na área genital e proporcionam forte excitação emocional.

Disfunção erétil ou impotência

Disfunção erétil ou impotência é a incapacidade de um homem para conseguir uma ereção ou mantê-lo para a relação sexual. Se os casos em que “não vale a pena ser um membro” são raros, então não estamos falando de impotência. O diagnóstico é feito com uma disfunção erétil estável, com duração de pelo menos 3 meses.

A impotência severa é rara em pessoas jovens, mas os primeiros sintomas perturbadores podem aparecer precocemente. Na Rússia, sinais dessa patologia não foram encontrados em apenas 10,1% dos homens. Disfunção erétil fraca foi encontrada em 71,3%, moderada em 6,6%, grave em 12% dos participantes no estudo doméstico (Pushkar et al., 2012). Segundo dados americanos, há 26 novos casos por 1000 homens (estudo MMAS). Entre os homens com idade entre 30 e 80 anos, a prevalência de disfunção erétil aumentou de 2,3% para 53,4% com o aumento da idade e a adição de comorbidades. Não há resposta exata de quantos anos essa patologia se desenvolve, mas especialistas dizem que a doença está ficando mais jovem.

Para entender melhor por que a disfunção erétil ocorre, você precisa saber como ocorre a ereção. A tensão do pênis ou ereção é fornecida pelos corpos cavernosos (cavernosos), que estão localizados dentro do pênis e têm a estrutura de uma esponja celular. Quando um homem experimenta excitação sexual, os impulsos fluem do cérebro através da medula espinhal e, ao longo dos nervos periféricos, para os corpos cavernosos, desencadeando a liberação de vasodilatadores neles. Como resultado, o fluxo sanguíneo arterial para os corpos cavernosos aumenta significativamente. Ao mesmo tempo, há um estreitamento das veias do pênis, reduzindo o fluxo sanguíneo. A combinação do aumento do fluxo sanguíneo para o pênis com uma diminuição na sua saída leva a uma ereção completa.

Os fatores de risco para disfunção erétil incluem idade, depressão, excesso de peso, tabagismo, uso de drogas, alcoolismo, deficiência de vitamina, síndrome metabólica, distúrbios no espectro lipídico do sangue, exposição a fatores externos (radiação, radiação eletromagnética).

Anteriormente, décadas atrás, a impotência aos 40 anos, por definição, era considerada psicogênica. Melhorar as possibilidades de diagnosticar e compreender a doença nos últimos anos mostrou que pelo menos 15 a 20% dos homens em idade jovem com impotência apresentam lesões orgânicas. Em um estudo, 14,8% dos homens com menos de 40 anos de idade foram encontrados para ter lesões orgânicas causando disfunção erétil. As causas foram aterosclerose (32,1%), patologia venosa (16,7%), doenças neurogênicas (12,8%), doenças endócrinas e medicamentos. Os principais fatores de risco foram tabagismo, colesterol sangüíneo elevado, lesões na região da virilha, lesão da medula espinhal e uso de drogas (Caskurlu T et al, 2004).

O uso de colágeno estranho pode causar uma reação alérgica

As injeções usam colágeno dividido, isto é, sua molécula é quimicamente tratada com a perda da identidade da espécie (esmagada em partes muito pequenas). Injeções com colágeno apenas preenchem sua deficiência na pele, dão um bom resultado cosmético, mas a introdução adicional de colágeno na pele não contribui para a síntese de seu próprio colágeno, mas bloqueia completamente sua produção.


Na medicina, existe um termo como terapia de reposição. É quando o paciente é prescrito substâncias (enzimas ou hormônios) em que ele é deficiente. O uso prolongado de tais drogas leva à inibição de sua própria síntese dessas substâncias e, como resultado, tudo fica complicado. Ou seja, a expressão “sentar nas injeções de colágeno” se torna uma realidade objetiva. Após cerca de 3 a 6 meses, o colágeno é completamente decomposto no corpo e, para manter o efeito estético, é necessária a introdução de novas porções.


Além disso, o uso de colágeno estranho pode causar uma reação alérgica e sua rejeição, apesar do alto grau de purificação do produto.
Para iniciar a síntese de seu próprio colágeno, é necessária a estimulação de fibroblastos autólogos (intrínsecos) (células do tecido conectivo que produzem colágeno, elastina e ácido hialurônico).


Neste caso, referem-se aos procedimentos baseados em tecnologias regenerativas que desencadeiam os processos naturais de rejuvenescimento. Neste momento, existem várias destas tecnologias: Plazmolifting , platsentoterapiya , o uso de aminoácidos básicos e de colagénio SPRS-terapia (terapia celular com base em fibroblastos autólogos). Plasmolifting e placentherapy são técnicas bastante conhecidas.

Vamos nos debruçar sobre os dois últimos métodos.
O uso de aminoácidos básicos de colágeno
Como você sabe, as proteínas são constituídas de aminoácidos essenciais, e o colágeno não é exceção. Consiste em prolina, lisina e glicina. Ele também contém dois aminoácidos raros: hidroxiprolina e oxilisina, que quase nunca são encontrados em outras proteínas. Consequentemente, aumentando seu suprimento para a derme, pode-se aumentar a produção do próprio colágeno. Conheça mais acessando Renova 31 Anvisa.


Colágeno para o rosto – tudo que você precisa saber
Tudo o que você precisa saber sobre o colágeno – o que é, como usá-lo, se máscaras e cremes com colágeno são eficazes e como aumentar a produção de colágeno nas células da pele.

Usos e eficácia da Maca Peruana

Disfunção sexual causada por drogas antidepressivas. Pesquisas iniciais sugerem que tomar maca duas vezes ao dia por 12 semanas melhora ligeiramente a disfunção sexual em mulheres que tomam antidepressivos.
Infertilidade masculina. Pesquisas iniciais mostram que tomar um produto específico de maca (Maca Gelatinizada La Molina, Laboratórios Hersil, Lima, Peru) diariamente por 4 meses aumenta a contagem de sêmen e espermatozoides em homens saudáveis. Mas não está claro se isso resulta em melhor fertilidade.


Condições pós-menopáusicas. Pesquisas sugerem que tomar maca diariamente por 6 semanas melhora ligeiramente a pressão arterial e alguns aspectos do humor, incluindo depressão e ansiedade, em mulheres na pós-menopausa. Mas os benefícios são muito pequenos.
Desejo sexual. Pesquisas iniciais mostram que tomar um produto de maca específico (Maca Gelatinizada La Molina, Laboratórios Hersil, Lima, Peru) diariamente por 12 semanas pode aumentar o desejo sexual em homens saudáveis.
“Sangue cansado” (anemia).
Leucemia.
Síndrome de fadiga crônica (CFS).
Melhorando a energia e o desempenho atlético.
Melhorando a memória
Depressão.
Desequilíbrio hormonal feminino.
Problemas menstruais.
Sintomas da menopausa.
Osteoporose
Câncer de estômago.
Tuberculose.
Aumentando o sistema imunológico.
HIV / AIDS.
Outras condições.
Efeitos colaterais e segurança
A maca é provavelmente segura para a maioria das pessoas quando consumida em quantidades encontradas em alimentos. A maca é POSSIVELMENTE SEGURA quando tomada por via oral em quantidades maiores como medicamento (até 3 gramas por dia) por até 4 meses. A maca parece ser bem tolerada pela maioria das pessoas.

Existe uma gama de benefícios potenciais da raiz de maca, incluindo:
Aumentando a libido
O benefício mais conhecido da raiz de maca é o seu potencial para aumentar a libido. Existe alguma evidência científica para apoiar esta afirmação.
Por exemplo, um estudo mais antigo de 2002 descobriu que homens que tomavam 1,5 ou 3 gramas (g) de maca por dia experimentaram aumento da libido em comparação com aqueles que receberam um placebo .
Uma revisão de 2010 dos estudos sobre o funcionamento sexual e de maca encontrou algumas evidências que sugerem que a maca poderia melhorar a libido, mas os autores alertaram que mais pesquisas são necessárias.
Um estudo de 2015 descobriu que a raiz de maca pode ajudar a reduzir a disfunção sexual em mulheres pós-menopáusicas que estavam tomando um antidepressivo. Clique para saber mais sobre maca em Maca Peruana Mercado Livre.

Curiosidades sobre perda de peso

Esses cientistas testemunham: quem come mais vezes, mas em porções menores, perde mais peso. Um lanche deve ser entre o café da manhã e o almoço, outro entre o almoço e o jantar. Um jantar completo depois das 20:00 é absolutamente contra-indicado. Mas lanches devem ser saudáveis. Por exemplo, manter constantemente o nível necessário de insulina permite que o tempo seja ingerido por um punhado de nozes, cenouras e algumas frutas.

Por incrível que pareça, soa, mas a goma de mascar ajuda a manter o peso ideal, pois afeta os hormônios que sinalizam ao cérebro que o estômago está cheio. Claro, você deve preferir goma de mascar sem açúcar: não destrói os dentes. E você precisa mastigá-lo depois de comer não mais do que 15-20 minutos.

Você não precisa dar o jantar ao inimigo, como no popular provérbio, mas é necessário pensar no número de calorias no prato “depois das seis”. À noite, a digestão diminui várias vezes – o estômago não dá conta. Você pode pular o jantar completamente somente se você sentir que você comeu no almoço. Caso contrário, há uma grande chance de você enfrentar uma noite de plantão na geladeira.

Leva tempo para o estômago dar um sinal ao cérebro de que está cheio e satisfeito. Em média – 15 a 20 minutos. Durante o jantar, tente se concentrar na comida, e não em um novo episódio da sua série favorita. Assim, você pode controlar melhor o processo em si e aproveitar o sabor, e não apenas engolir alimentos sem pensar.

Encontre um milhão de desculpas para se limitar a qualquer atividade física? E você se tornou adepto desse assunto! Nós nos apressamos em decepcionar: sem esforço físico, infelizmente, de jeito nenhum. Aqui, o principal é abordar o assunto com sabedoria. Você não deve sobrecarregar o corpo e construir-se imediatamente um guru da aptidão. Peso, talvez, suavemente vai embora, mas meu coração não dirá obrigado. Todos os treinos devem ser cuidadosamente selecionados (por idade, estado de saúde e resultado desejado). Defina uma meta, ouça o corpo, calcule quantas lições por semana você pode controlar facilmente. Torne os treinos mais intensos se o seu trabalho for sedentário. Não seja preguiçoso. Agachamentos e alongamentos podem ser feitos em casa enquanto assiste a uma nova série de suas séries favoritas.

Dietas sempre funcionam

Dietas baseadas em restrição calórica aguda também dão resultados rápidos. Por exemplo, há uma “dieta de atuação” , durante a qual você come 1-2 tipos de alimentos em dias diferentes: o primeiro é arroz e suco de tomate, o segundo é kefir e queijo cottage, o terceiro é chá e carne, o quarto é vinho e queijo Infelizmente, eu, como aderente de uma alimentação saudável, não posso recomendar essas dietas a ninguém, exceto experimentadores e estetas especiais. Existem maneiras mais eficazes e menos dolorosas de perder peso rapidamente.
Como perder peso em uma semana: dicas úteis para a saúde
Muitas mulheres sonham o quanto antes para perder peso e se perguntam: como emagrecer em uma semana? Não vale a pena esperar por resultados ultrarrápidos para esse período, mas é bastante realista perder de 1 a 3 kg sem prejudicar sua saúde.


Perder peso sabiamente
Tentando perder peso drasticamente em uma semana por 5-10 kg não é apenas insignificante, mas também prejudicial. Afinal, o tecido adiposo se divide bem devagar. Se você tentar acelerar esse processo, poderá perder massa muscular e saúde geral. Perdendo rapidamente o peso, você corre o risco de ganhar libras rapidamente. Nutricionistas recomendam perder peso gradualmente e não mais que 3 kg por semana. Quanto quilos extras você perde depende das características individuais do seu corpo. Lista de produtos proibidos Para perder peso em uma semana, você deve abandonar completamente esse período de produtos que interferem na perda de peso. Assim, a “lista negra” inclui produtos que contêm gorduras artificiais e farinha branca. Conseqüentemente, é pão branco, bolos, biscoitos, doces e fast food. Você também terá que abandonar os produtos semi-acabados – salsichas, salsichas, bolinhos, etc. É necessário reduzir o consumo de açúcar e sal. Você pode adoçar o chá com mel e adicionar um pouco de sal e mar melhor. Você também terá que limitar em sua dieta café e álcool, ketchup e maionese e, além disso – queijo derretido e duro. Produtos de emagrecimento para a semana Para se livrar de quilos extras, você precisa comer 6-7 vezes por dia em pequenas porções. Eles devem ter cerca de 200 gramas, tanto quanto couberem nas palmas das mãos. O positivo de tal nutrição é que acelera o metabolismo, e calorias extras não se acomodam na cintura e nos quadris.

Produção de melatonina ajuda a perder peso

O sono longo e profundo normaliza o nível de hormônios no corpo e ajuda a entrar em forma naturalmente. O segredo é ir para a cama até às 11 horas da noite, na escuridão total (aqui você pode usar uma máscara de dormir) e não usar dispositivos eletrônicos por pelo menos duas horas antes de dormir. Tudo isso contribuirá para a produção de melatonina, que retarda o processo de envelhecimento, tem propriedades antioxidantes, e também, o que agora é especialmente importante para nós, regula as funções do trato digestivo.

Às vezes os treinadores não aconselham as coisas mais óbvias e aparentemente úteis. Por exemplo, beber uma xícara de café forte (com cafeína necessária) por uma hora antes do início do treino. O objetivo deste evento é aumentar a eficácia das aulas. O café carregará com energia e dará a vitalidade necessária. Você vai se sentir em ascensão e fazer mais esforço do que o habitual, como resultado – queimar mais calorias.

Um treino de 15 minutos com movimentos simples e o envolvimento de grandes grupos musculares, realizados três vezes por semana (nos dias em que você não tem caminhada planejada), pode trazer excelentes resultados. Com o tempo, você começará a fazer os exercícios com mais intensidade, agachará mais profundamente e levantará halteres mais pesados.

Você pode escolher outro caminho – para encontrar uma dieta rápida emagrecimento.e perder 10 kg por uns 5-10 dias, colocando-se em um quadro rígido e limitando tudo. Esse caminho pode ser rápido, mas perigoso. Os problemas de saúde de perda de peso que substituíram a perda de peso vêm a nada. Dietas “rápidas” são eficazes, mas você precisa entrar e sair delas, tendo cuidadosamente preparado e estudado muita informação. Então, vamos voltar nossa atenção para dietas de longo prazo, reduzindo gradualmente o peso e dando resultados duradouros e duradouros. Existem muitas dietas desse tipo. As chamadas dietas nacionais são muito populares – todos conhecem as dietas inglesa, mediterrânea ou japonesa, que garantem uma dinâmica positiva. E sugerimos que você experimente as dietas canadense, chinesa ou escocesa que terão o efeito desejado e não o desapontarão. Continue se informando acessando Kifina Contra indicações.