Compreensão da fisiologia e fisiopatologia do processo erétil

Como parte do impressionante progresso da pesquisa básica que têm melhorado dramaticamente ao longo dos últimos 15 anos, a compreensão da fisiologia e fisiopatologia do processo erétil e levou ao desenvolvimento de uma série de novas opções de diagnóstico e terapêutica, Aspectos psicológicos da disfunção erétil foram, na melhor das hipóteses, apenas atenção marginal. Depois de um período que foi mais marcada por um conflito como por uma coexistência de medicina somática e psicológica neste campo, o insight ultimamente tem se tornado cada vez mais popular, que quase sempre intimamente articulada com disfunção erétil psicológica ou de parceria e fatores orgânicos e apenas um abordagem psicossomática ao paciente (5, 8).

Além disso, o alto status dos fatores psicossociais foi claramente confirmado em estudos empíricos recentes em amostras não selecionadas (4, 6, 15). Finalmente, a realização foi hoje amplamente aceite que a complexidade e multidimensionalidade do problema não permite soluções “simples” e não pode ser esconder ou burlar fatores psicossociais na maioria dos casos, mas também influenciar a eficácia de todas as abordagens de tratamento e limite.

A impotência também é chamada de disfunção erétil.

Sintomas de impotência

A impotência pode se manifestar de diferentes maneiras:

a rigidez do pênis pode ser pior.

O tempo que você tem a ereção pode ser menor.

Pode demorar mais tempo entre o disparo.

Sempre compare sua função com a forma como estava antes das mudanças. Sinais de impotência não precisam ser um grande problema e há ajuda para obter.

Problemas súbitos freqüentemente dependem de algum tipo de estresse mental ou emocional. Estresse, problemas de relacionamento, desemprego, problemas financeiros, divórcio ou doença familiar podem estar por trás dos problemas.

Problemas de insetos sugerem mais doenças subjacentes. Pode ser, por exemplo, diabetes, hipertensão arterial, depressão ou distúrbios nervosos. Se os sintomas aparecerem lentamente, pode ser bom verificar a pressão arterial, o açúcar no sangue e as gorduras do sangue. Isto é especialmente verdadeiro se você tiver mais de 40 anos.